Cooperativa A Torre ©2017

A Cooperativa

A Torre – Cooperação e Ensino

A Torre, colégio fundado em 1970, é presentemente uma cooperativa de ensino.

Tana - Fundadora do Colégio A Torre

Tana – Fundadora do Colégio A Torre

1) Organização Cooperativa

Escola e salas

Desde a sua origem, a Torre teve como princípio organizador de toda a vida escolar a organização cooperativa das salas de aula.

Por se ter entendido, logo nos primeiros anos de trabalho, que não era possível propor às crianças que a escola acolhia que trabalhassem cooperativamente sem que os adultos – educadores e professores – que lhes serviam de modelo o soubessem fazer também, a Torre converteu-se, ela própria, numa cooperativa de ensino.

Assim, a organização pretendida para as salas de aula foi a matriz de que se partiu para a organização da escola como um todo.

Existe portanto em cada sala de aula um conjunto de instrumentos para a sua organização cooperativa; a saber:

  • O mapa de almoços
  • O mapa de tarefas
  • O Jornal de Parede

O mapa de almoços:

No início de cada ano letivo os alunos de cada grupo/turma dividem-se em cinco equipas – uma para cada dia de escola semanal – que se responsabilizarão ao longo do ano pela organização da hora de almoço.

Em cada dia da semana, cabe a cada uma das equipas pôr a mesa, toalhas, pratos, talheres, copos e guardanapos para os restantes colegas da sala à hora do almoço. Acabada a refeição, importa a cada equipa deixar o chão e a mesa que se ocupou nas mesmas condições de limpeza em que se encontravam antes de ser servido o almoço.

Mapa de Almoços

Mapa de Almoços

O mapa de Tarefas:

Os alunos de cada sala organizam-se em pequenos grupos que assumirão um conjunto de tarefas para garantir o melhor funcionamento das salas de aula e dos espaços comuns da escola, ao longo do ano.

Assim, a arrumação das salas ao fim de cada dia de trabalho na escola, a verificação dos materiais, a organização das bibliotecas e jogos de sala, a distribuição dos materiais necessários no início de cada aula, a arrumação dos casacos e mochilas dos alunos em arcas e prateleiras existentes na escola, etc., constituem o conjunto de tarefas que cada grupo/turma define com os seus professores como necessárias para o bom funcionamento da sua sala ao longo do ano.

Semanalmente os mais novos, quinzenalmente os mais velhos, cada aluno se auto-avalia e é avaliado pelos seus pares em reunião de sala relativamente ao desempenho de que foi capaz durante o período de tempo em que assumiu determinada tarefa.

Após cada reunião de avaliação das tarefas, cada aluno deve escolher uma nova tarefa e integrar outra equipa de trabalho. Desejavelmente, todos os alunos passarão por todas as tarefas, ao longo de cada ano letivo.

 

O Jornal de Parede:

Em cada sala de aula existe um Jornal de Parede com 4 secções: Acho Bem; Acho Mal; Notícias; Queremos Fazer.

Todos os alunos têm a liberdade de registar no Jornal de Parede o que entenderem que devem registar e sempre que o desejem. No final de cada semana, os registos de cada secção do Jornal são discutidos coletivamente por cada grupo/turma, podendo alunos de uma sala convocar para a sua reunião de jornal alunos de outras salas, se algum assunto tiverem a partilhar ou discutir com eles.

Assim, propostas de trabalho, visita ou passeio; partilha de informações ou novidades; reconhecimento e apreço pelo que se considera ter corrido bem; tal como resolução de inquietações ou conflitos decorrentes do que se considera que correu mal – tudo isto tem o seu lugar de expressão e discussão coletiva no Jornal de Parede e nos momentos em que ele é analisado e discutido por cada grupo de alunos, com a ajuda dos seus professores e sempre que estes sejam solicitados ou se sintam convocados para tal.

Reunião de Jornal de Parede do 4º Ano

Reunião de Jornal de Parede do 4º Ano

2) As Reuniões Gerais

As reuniões gerais de escola são uma extensão da organização cooperativa das salas de aula a toda a escola. São convocadas, pelo menos, uma vez por trimestre, secretariadas pelos alunos mais velhos e envolvem todos os alunos do 1º e 2º Ciclos, os seus professores e restantes funcionários da escola. Servem estas reuniões para discutir e decidir, por meio de votação, as regras de funcionamento da escola e para partilhar projetos de trabalho em curso nas diversas salas de aula, garantindo a todos – adultos e crianças – um direito inalienável na Torre que é o direito à palavra.

 OLYMPUS DIGITAL CAMERA

3) Um currículo integrado

Na Torre procuramos trabalhar de forma integrada todo o currículo escolar. Tendo como centro de todo o currículo a organização cooperativa das salas de aula que pressupõe a partilha de tarefas e a co-responsabilização de alunos e professores por um espaço de vida comum, academicamente, as expressões (plástica, corporal, musical, dramática e verbal) constituem-se como o ponto de partida de toda a ação pedagógica da Torre. É a partir daqui que se estabelecem as relações com o mundo à nossa volta e a possibilidade de, a partir dessas relações, construir significado para a nossa experiência do mundo, através da aprendizagem e progressivo domínio dos códigos culturais que lhe definem a substância e os contornos.

Assim, as áreas disciplinares de caráter mais estritamente académico, como sejam a Língua Portuguesa, a Matemática e os domínios da Ciência e do Estudo do Meio, surgem como domínios a explorar, no sentido de tornar cada vez mais significativa a nossa experiência do mundo. E para isso concorre também um modelo de funcionamento assente em dois dispositivos pedagógicos de máxima importância para nós:

3.1) Pedagogia da Pergunta

3.2) Metodologias Socráticas

 

3.1) Pedagogia da Pergunta

A escola sempre foi um lugar onde as perguntas têm um papel fundamental. Mas trata-se normalmente de perguntas feitas pelos professores às suas crianças. Na Torre defendemos que as mais importantes são as perguntas feitas pelas crianças. Uma pergunta feita por um aluno revela várias coisas:

– A curiosidade ou interesse pessoal despertadas por qualquer questão ou tema;

– A consciência do que deseja saber ou perceber melhor acerca de determinado assunto, o que pressupõe algum trabalho mental sobre a noção do que já sabe ou julga perceber acerca desse assunto;

– A disponibilidade para pensar sobre o assunto que quer ver esclarecido

Este é, parece-nos, o melhor movimento possível para a consolidação de qualquer aprendizagem – o desejo de saber algo sobre alguma coisa que é o mesmo que dizer: o desejo de aprender sobre essa coisa.

Aula de Matemática

Aula de Matemática

3.2) Metodologias Socráticas

Chamamos metodologias socráticas a todas as metodologias de trabalho assentes no diálogo como forma de promover saber e angariar conhecimento.

Partindo habitualmente de uma base narrativa que cria o elo afetivo necessário entre os alunos e o assunto ou tema que se quer trabalhar, motivando-os para pensar sobre ele, parte-se para a discussão alargada, onde cada criança é convidada a participar. Através do recurso às suas próprias experiências de vida, da assunção de um ponto de vista pessoal e da construção de argumentos válidos para debater o tema ou assunto em causa, não só cada aluno pode chegar mais longe no seu pensamento acerca desse assunto do que conseguiria chegar sozinho, como tem a oportunidade de transformar o que era, à partida, um significado social num significado pessoal.

A construção do significado para as coisas é deste modo feita pelas próprias crianças, não se substituindo os adultos a elas nesse procedimento. As aprendizagens que daqui resultam só podem ser significativas para os alunos, permitindo-lhes a partir daqui a transferência dos seus conhecimentos de uma área disciplinar para outra.

socrática

4) Oferta curricular e extra-curricular

Fazem parte da componente académica do currículo da Torre as seguintes ofertas disciplinares:

  • Matemática;
  • Língua Portuguesa;
  • Estudo do Meio;
  • Inglês;
  • Expressão Plástica;
  • Expressão Dramática;
  • Expressão Musical;
  • Expressão Físico-Motora;
  • Filosofia com crianças.
Sessão de Filosofia

Sessão de Filosofia

Aula de Expressão Físico-Motora

Aula de Expressão Físico-Motora

Fora do currículo escolar, é ainda possível usufruir do espaço da escola de um conjunto de ofertas extra-curriculares*.

  • Aulas de Ballet;
  • Aulas de Karaté;
  • Aulas de Desenho;
  • Aulas de Guitarra;
  • Aulas de Violoncelo;
  • Aulas de Piano;
  • Aulas de Teatro.
DSCF8791

Apresentação de um teatro de sombras chinesas

* – A manutenção de cada uma destas ofertas dependerá sempre do número de alunos interessados em frequentar as respetivas aulas.

 

5) Avaliação

A avaliação na Torre segue um modelo formativo, pelo que os momentos de avaliação dos alunos e os respetivos instrumentos de avaliação devem ser o mais diversificados possível*. Entendida como orientadora do próprio processo de aprendizagem, a avaliação deve permitir aos alunos testarem-se nas suas capacidades e competências, permitindo-lhes reorientarem-se e refazerem o seu caminho em caso de erro. Assim, na Torre, é dado aos alunos a oportunidade de errarem, sem que isso prejudique o seu percurso de aprendizagens, promovendo, pelo contrário, uma cada vez mais ampla consciência dos caminhos que devem trilhar para uma construção tão autónoma quanto possível do seu próprio conhecimento.

* – Nunca a classificação de trabalho dos alunos deve substituir ou sobrepor-se à sua avaliação.

 

6) Horário

Os horários de trabalho para os alunos que frequentam a Torre, foram estabelecidos muito em função daquilo a que poderíamos chamar o bioritmo infantil. Todos os momentos de intervalo ou recreio coincidem, ao longo do dia, com os momentos de menor tonicidade intelectual das crianças, sendo o período que se segue ao almoço o mais prolongado – daí que da parte da tarde, se invista prioritariamente em todas as áreas expressivas, por ser o período do dia em que a sensibilidade está, por assim dizer, mais à flor da pele. Depois do lanche, hora a que lentamente começa a despertar nas crianças a memória a longo prazo, há para o 1º ciclo uma hora de trabalho, ideal para a sistematização de algum conteúdo trabalhado no período da manhã.

Recreio

Recreio

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: